O que é WOD? Entenda a linguagem do crossfit

1.JPG

Crossfiters fazem parte de uma outra tribo e falam uma língua totalmente diferente. Coachs e atletas usam jargões e abreviaturas para descrever os movimentos e técnicas que compõem um determinado WOD (“Work Out of the Day” ou treino do dia, em português claro). Alguns menos familiarizados com as gírias do crossfit acham graça quando os seus amigos falam thrusters, pistols e poods.

Não existe um dicionário para crossfit, mas abaixo você confere um pequeno dicionário de 15 termos mais utilizados na modalidade. Na próxima vez que não entender o que eles estão dizendo, use esta lista como referência para decifrar o significado das palavras – como Amrap ou Metcon. Divirta-se. 🙂

1. Workout do dia (WOD): Treino do dia. Objetivo e simples, este é o conjunto de movimentos que o treinador, ou coach, usa para descrever o treino que vai te levar próximo ao inferno em um determinado dia.

2. As Many Reps As Possible (AMRAP): Quantos rounds ou repetições possíveis de uma sequência no tempo determinado do WOD. Por exemplo: AMRAP de seis minutos de 5 deadlifts, 10 pullups, 20 double unders. Quando os seis minutos acabarem, anote o total de rounds ou repetições concluídos.

3. Metcon: Abreviação para “Metabolic Conditioning”, ou condicionamento metabólico, este demônio do crossfit geralmente é no estilo AMRAP de alguns movimentos repetidos. O benchmark wod “Cindy” (20 minutos de 5 barras, 10 flexões e 15 agachamentos) é um bom exemplo.

4. Thruster: Estes fazem qualquer um fazer caretas, especialmente durante o WOD “Fran” – depois de fazer 45 vezes junto com pull-ups. Este movimento é uma combinação de agachamento com push press. Comece na posição de rack frontal – posição em pé com a barra encostada à frente de seus ombros. Execute um agachamento completo, mantendo a barra na altura dos ombros. Volte à posição de pé com um “empurrão” de movimento explosivo e levante a barra sobre sua cabeça. Traga a barra de volta para seus ombros e repita. Sofra.

5. Double Unders (DU): É o salto duplo de corda: permita que a corda passe sob seus pés duas vezes enquanto você ainda está no ar. Como alternativa, você pode fazer três saltos simples (single unders) para cada double under (por exemplo, 20 DU para cada 60 SU).

6. Pistols: Um pistol é um agachamento de uma perna só. Isto ajuda a isolar cada perna e fortalecer a parte inferior do seu corpo.

7. Snatch: O objetivo é usar uma pegada bem aberta para levantar uma barra do chão para uma posição elevada acima da cabeça em um movimento rápido e fluido. Dica: mantenha a barra o mais perto possível de seu corpo quando fizer a puxada – isto lhe manterá em equilíbrio.

8. Chipper: Todos que praticam crossfit já estão em modo chipper. O “Chipper” consiste de uma série de vários movimentos (geralmente de 5 a 10), onde o atleta tenta terminar tudo o mais rápido (humanamente) possível.

9. Kipping: O kipping é o uso de força explosiva, a fim de ganhar impulso ao executar pull-ups, hand stand push up (flexões de braço na parada de mão), e dips. Por exemplo, pull ups Kipping são executadas sem soltar da barra. Este movimento começa na barra de pullup com uma poderoso balanço de quadril, um pontapé explosivo e forte puxada dos braços, para criar uma dinâmica suficiente para passar o seu queixo acima da barra.

10. RX: Quando um WOD é feito na categoria RX significa que o atleta realiza todas as modalidades, utilizando o peso e repetições prescrito. No crossfit, todos WODs podem ser adaptados para o seu nível de condicionamento físico – mas o objetivo é chegar no nível RX. É difícil, mas não é impossível.

11. Ass to Grass/Ground (ATG): ATG garante que você está agachando o mais baixo possível, durante um front ou back squat.

12. CrossFit Total (CFT): CFT permite que um atleta possa mensurar o quão forte estão testando três modalidades funcionais: back squat, strict press e deadlift. CFT é o melhor resultado de três tentativas destes três movimentos e a soma do peso máximo de cada movimento realizado vai lhe dar a sua pontuação final.

13. Tabata: Tabata é um método de movimento e descanso associado com muitos WODs. Por exemplo: por 20 segundos, faça o máximo de repetições de um determinado movimento (sit ups, pull ups, flexões, etc.). Em seguida, descanse por 10 segundos e repita isso mais sete vezes (num total de oito séries). Depois que terminar os 4 minutos, sua pontuação é o menor número de repetições para qualquer um dos intervalos de oito. Ou a pontuação total.

14. Pood: O pood é uma unidade russa de medida usada para kettlebells. 1 pood é igual a 35 libras (ou 16 kg); 1,5 pood são 53 libras (24 kg) e 2 poods são 71 libras (ou 32 kg).

15. PR: Você vai ouvir “PR” quando um atleta conquistar o seu recorde pessoal em um levantamento. É o mesmo que RM, repetição máxima.

Texto extraído do blog da Mamut